Sushi Recife

tudo sobre sushis

Postado às 18:25 em 12 de Julho de 2011, por Marina.

O diferencial do restaurante ZEN

          Há 10 anos na cena gastronômica do Recife, o restaurante Zen vem se consolidando como referência na culinária japonesa na cidade. Não é à toa que filas de espera acumulam-se na entrada do restaurante. Mas o sucesso dele está além do cardápio com mais de 60 opções de pratos, do bom atendimento e do ambiente agradável e charmoso. A gente, do “Sushi Recife”, visitou o Zen e mostra pra vocês um pouco mais do que está por trás desse nome.

          Em 10 de outubro de 2000, na Rua da Hora, "nascia" o Zen. Eda e Renato Catel, os proprietários, conhecem como ninguém os altos e baixos dessa história, mas com muita perseverança seguiram em frente, pra sorte nossa. 

          Ao longo dessa década de história o grande impulso da casa veio justamente como uma última alternativa de salvar aquilo que com muito esforço fora construído: em 2006, o Zen passou a funcionar como rodízio, ate então uma novidade pouco explorada no Recife. “Começamos com rodízio apenas uma vez por semana, para ver se daria certo e aos poucos fomos colocando mais e mais dias”, afirma Renato.

E deu certo. Nessa época o Zen tinha 12 funcionários. Hoje, para manter o nível de satisfação dos clientes, o estabelecimento conta com aproximadamente 100 funcionários treinados para atender as duas casas do restaurante, ambas localizadas na Rua da Hora, que hoje se consolida como pólo gastronômico do Nordeste. Os funcionários merecem um capítulo à parte nessa história.





O segredo do sucesso



          Eda e Renato sabem que para terem clientes satisfeitos precisam ter funcionários satisfeitos. “Claro que a dedicação integral dos donos é importante, mas manter a harmonia e a satisfação de uma equipe deste porte é fundamental”, afirma Renato. Eles acreditam que todo mundo veste a camisa da empresa. E para isso é preciso muita conversa, dividir problemas, somar soluções e investir em treinamento. ”Todos os anos levamos alguns de nossos funcionários para São Paulo, queremos que eles cresçam à medida que o Zen for crescendo”, completa.

          Garantir a qualidade dos produtos é outra preocupação constante no Zen. Se você olhar no final no cardápio (que é novo e está lindo!) vai ver as siglas CPA (Centro de Processamento de Alimentos). Mas a gente explica logo. Imagina um lugar onde se prepara por dia uma média de 100 kg de arroz, 150 kg de salmão, entre tantas outras grandes quantidades de alimentos? Números impressionantes exigem cuidados nos mínimos detalhes. Tudo o que chega passa por um rigoroso processo de seleção, vistoria e pré-produção.

          Se você for ao Zen e algum ingrediente estiver em falta, pode ter certeza de que o produto não passou pelo rigoroso padrão de qualidade de Alberto João Krutzfeldt, que entre outras qualificações é especialista em vigilância sanitária. “Eu vejo a coloração, cheiro, textura e aspecto do peixe, se não estiver de acordo com nosso padrão o rejeitamos. Preferimos que falte na casa a receber algo que não esteja perfeito. Talvez os clientes nem percebessem, como acontece em muitos restaurantes, mas aqui preferimos mandar a mercadoria de volta”, explica Krutzfeldt.

          O CPA é dividido em setores. Em um deles os peixes que chegam são lavados, tratados e cortados; em outro é preparado o arroz, que segundo Renato Catel é a principal matéria prima do sushi. No setor seguinte são preparados molhos e massas que acompanham os pratos e ainda existe um setor onde é feita a refrigeração de alguns peixes e frutos do mar que são fechados a vácuo. Todos os setores são climatizados e higienizados. O CPA funciona em uma casa externa que fica a duas quadras do restaurante. E lá ainda há uma área exclusiva para os funcionários, onde eles fazem as refeições e são realizadas reuniões. Ao lado do CPA, num anexo, ficará o Delivery que já está sendo construído. “Antes do CPA existir, tínhamos que descarregar as mercadorias e produtos na porta no restaurante, comprometendo os horários e principalmente, atrapalhando o trânsito da região. Para expandir e melhorar a logística do estabelecimento tivemos que investir neste centro, agora temos um veículo que transporta tudo que é feito no CPA para o restaurante com agilidade e segurança. 

          O Chef Anderson Alves cuida pessoalmente da matéria prima e cria pratos lindos e deliciosos, que atendem aos paladares e olhares mais exigentes. E os clientes sabem disso. E para receber melhor o público o Zen abriu as portas em outro endereço, bem fácil de achar. As duas casas têm capacidade para receber 230 pessoas. Se uma delas estiver cheia, atravessa a rua e tem outro Zen logo em frente (tá bom que isso não é novidade). Mas a gente conta uma novidade que vai atender os desejos de freqüentadores que se deslocam para o outro lado da cidade para apreciar as delícias do Zen: eles já têm planos de expansão na Zona Sul do Recife... Detalhes a gente conta depois. É só acompanhar o Sushi Recife.


 


E você o acha do ZEN? Queremos saber! Dê sua opinião aqui, participe do nosso fórum: http://www.sushirecife.com/forum-detalhe/zen/2


Veja mais fotos do ZEN em nossa Galeria do Flickr: http://www.flickr.com/photos/61549364@N05/sets/72157626938694706/